Representantes de empresas municipais e estaduais do tratamento de águas dos estados do Rio Grande do Sul e Pernambuco participaram do curso intensivo de Análise de Cianotoxinas em Águas, promovido pelo Núcleo da Hidroquímica do Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, de 19 a 24 de setembro.

 

Do conteúdo do curso constaram análises de saxitoxinas pelo método de pós-derivatização utilizando um cromatógrafo liquido de detecção por fluorescência. Na oportunidade os participantes realizaram análises com padrões e com amostra de cultura brasileira produtora de saxitoxinas provenientes de manancial. Também por cromatografia líquida porém por detecção em Ultra-violeta, foi realizada análises de cilindrospermopsina em água. Os participantes também realizaram análises de microcistinas pelo técnica do imunoensaio especifico utilizando os métodos normal e diluído (para água tratada).

 

O curso é uma atividade vinculada ao Programa AGUAAN , política pública do estado do Rio Grande do Sul desde 2000, apoiado pelo Projeto CTHidro/CNPq/MCT (576786/2008) que visa realizar análise e monitoramento de águas de mananciais no estado bem como estender as empresas de abastecimento do Pais estas habilidades analíticas.


Durante o curso, os participantes realizaram todas as análises requeridas pela atual legislação da potabilidade da água no que tange a cianobactérias e cianotoxinas (Portaria 518/2004). Os participantes também debateram sobre métodos disponíveis e materiais necessários ao final, se submeteram a prova escrita sobre as metodologias praticadas.

 

Essa foi a primeira edição de caráter aberto, com opção de inscrição a interessados de todo o País e a partir de agora o curso passa a vigorar anualmente, fazendo parte do calendário de atividades de extensão que a FURG oferece. As duas edições anteriores foram dedicadas a grupos de participantes indicados pelo Ministério da Saúde.